Alimentação saudável, o isso que significa?

Descascando mais e desembalando menos

mangiare sano

Independentemente da sua dieta: onívora, vegetariana ou vegana, ter uma alimentação saudável é sempre possível e mais fácil do que você pode acreditar!

A riqueza dos alimentos

Antes de tudo, uma alimentação saudável significa escolher uma dieta rica e variada, que proporciona todos os nutrientes que nosso corpo precisa. De fato, para ser verdadeiramente completa e saudável, nossa dieta deveria proporcionar ambos os macro e os micronutrientes:

    • Os macronutrientes são os famosos carboidratos (açúcares), lipídios (gorduras), proteínas (aminoácidos). Os dois primeiros nos fornecem energia acima de tudo, enquanto as proteínas são aqueles “tijolos” que constituem e reparam os nossos tecidos.
    • Os micronutrientes, subdivididos em sais minerais, oligoelementos e vitaminas, desempenham papeis muito importantes para manter as funções fisiológicas essenciais do nosso corpo.

Para se manter saudável e viver bem, precisamos buscar todas essas moléculas todos os dias que, uma vez ingeridas, se tornam … nós!

De fato, durante a digestão, todos os alimentos que ingerimos são decompostos em macro e microelementos, que são filtrados pelo intestino, absorvidos pela corrente sanguínea e, finalmente, assimilados pelas células. Nosso corpo então usará essas moléculas para fortalecer nossos ossos, reparar nossos tecidos e produzir energia para funcionar da melhor maneira possível.

Podemos comer de maneira saudável, optando por consumirmos frutas e legumes sazonais e orgânicos, gorduras nobres e naturais, proteínas de qualidade e adequadas para nossa individualidade digestiva e carboidratos complexos de lenta absorção. Para saber mais, leia o meu guia para montar um prato saudável e completo!

A pureza dos alimentos

Em segundo lugar, comer saudável significa escolher alimentos puros, sem serem poluídos por substâncias tóxicas e possivelmente prejudiciais para a nossa saúde. Alimentos saudáveis são de alta qualidade, simples e próximos da natureza, são ingredientes não refinados ou industrializados, de preferência orgânicos, sazonais e locais.

Ao escolhermos alimentos de qualidade, orgânicos e de origem segura e controlada, reduzimos a ingestão de resíduos de pesticidas, antibióticos e hormônios e, ao mesmo tempo, aumentamos bastante a quantidade de micronutrientes, vindos diretamente da terra onde são cultivados.

Isso significa que  posso consumir só frutas e legumes certificados como orgânicas?

Obviamente, a resposta é não, mas você precisa fazer o possível para minimizar a exposição a agrotóxicos, principalmente evitando os alimentos mais contaminados. No entanto, os benefícios para a saúde de uma dieta rica em frutas e legumes superam sempre os riscos da exposição a pesticidas. As mesmas recomendações se aplicam para as proteínas, vegetais ou animais, as gorduras nobres e as fontes de carboidratos.

A saúde está nas nossas mãos

depende das nossas escolhas diárias

Os primeiros passos para obter uma alimentação mais saudável:

    1. Elimine da sua alimentação todos os alimentos de baixo teor de nutrientes, ultra processados e com gorduras de baixa qualidade (hidrogenados em primeiro lugar), açúcar refinado e resíduos de antibióticos, hormônios e pesticidas;
    2. Escolha consumir uma grande variedade de alimentos orgânicos e naturais, favorecendo também as gorduras nobres, as proteínas de alta qualidade, as frutas e os legumes da estação e os carboidratos complexos de lenta absorção;
    3. Dê sempre preferência a mercados e feiras que ofereçam produtos orgânicos e locais. Evitar hipermercados também reduze risco de compras impulsivas de alimentos de baixa qualidade;
    4. Cultive uma visão atenta e crítica dos produtos industrializados. Leia sempre o rótulo cuidadosamente antes de comprar um produto, identificando qual é o ingrediente principal;
    5. Evite alimentos que contem mais de cinco ingredientes, a menos que sejam ingredientes realmente naturais. Em caso de dúvida, não compre os produtos;
    6. Crie um carrinho de compras contendo, em média, 80% de alimentos frescos e de preferência orgânicos e, no máximo 20%, de alimentos em caixas e latas.

Saiba mais:

 

Quer comer saudável e não sabe como começar? Vamos conversar!

Teremos meia hora para nos conhecermos e você me explicará quais são seus objetivos em termos de saúde e nutrição!

Condivi - Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •